Aumentam as denúncias de violência doméstica durante isolamento social em Teresina

Do início do isolamento social para cá, 141 mulheres de Teresina procuraram pela primeira vez o Centro de Referência Esperança Garcia na busca de orientação em caso de violência doméstica. O Centro é vinculada à Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres e durante a pandemia do novo coronavírus está realizando atendimento por telefone. Do início do isolamento social até o dia 12 de junho, o Esperança Garcia já totalizou 283 atendimentos. A gerente de Enfrentamento à Violência da SMPM, Lidiane Oliveira, destaca a necessidade das mulheres vítimas denunciarem os seus agressores nas delegacias especializadas.

 

LEIA TAMBÉM

Deixe um Comentário