Vereadora Teresinha Medeiros faz apelo para que mães doem leite humano aos bebês prematuros

Nesse momento extremamente delicado em que vivemos por conta da pandemia da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, os bebês prematuros e internados nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) das maternidades de Teresina estão precisando de doação de leite das mamães que estão amamentando.

A coordenadora do Banco de Leite Humano (BLH) da Maternidade Evangelina Rosa, Vanessa Paz, pede às mães saudáveis que amamentam a ajuda para salvar vidas. “A Organização Mundial de Saúde recomenda manter a amamentação, pois todos os estudos científicos e seguros apontam que o vírus não é transmitido pelo leite materno. Sendo assim, e estando liberada a amamentação, as doações também estão permitidas para acontecer, seguindo todos os protocolos e todas as recomendações que estão contidas na RDC nº 171 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que regulamenta o funcionamento do Banco de Leite Humano”, reforça. Todas as normas técnicas da Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano são seguidas criteriosamente.

A vereadora Teresinha Medeiros (PSL), autora do projeto de Lei de n 4.778, de 19 de agosto de 2015, que fala da importância da amamentação e assegura o direito de amamentar, destaca a importância da doação do leite humano neste momento. “Estamos passando por um momento onde todos temos que unir esforços para que juntos possamos superar os problemas causados pela Covid. Assim venho reforçar o pedido para que as mães que estão amentando doem leite para as crianças prematuras”, pede a parlamentar.

O Banco de Leite esta com estoque baixo e precisando de doações. A coordenadora do Banco de Leite reforça que toda a equipe está treinada para ir até a residência das mães para receber esse leite que foi retirado durante o período recomendado pelo Banco de Leite. A linha direta para salvar vidas de bebês recém-nascidos é o 0800 280 2522 ou ainda pelas redes sociais. Instagram: @bancodeleitethe e Facebook: Banco de Leite THE.

Fonte: teresina.leg.pi.br

LEIA TAMBÉM

Deixe um Comentário