Velório de Erasmo Carlos será fechado a família e amigos íntimos

O velório do cantor e compositor Erasmo Carlos será fechado a família e amigos íntimos. A informação é da equipe do artista. Contudo, a data e o horário ainda não foram divulgados. “Quem quiser homenageá-lo, escute suas músicas, suas mensagens. Nada o faria mais feliz e amado”, diz a nota. Tremendão, como também era conhecido, morreu nesta terça-feira, 22, aos 81 anos no Rio de Janeiro. O cantor estava internado desde 2 de novembro, em estado grave, no Hospital Barra D’or, na Barra da Tijuca, e chegou a ser entubado nesta manhã.  De acordo com o hospital, Erasmo tinha “quadro de paniculite complicada por sepse de origem cutânea”, informou. Antes de ser internado, o compositor teve alta hospitalar no mesmo dia que deu entrada novamente na unidade de saúde, após ficar mais de 15 dias internado no mesmo hospital com quadro de síndrome edemigênica (excesso de líquido preso nos tecidos do corpo). Na ocasião, Erasmo comemorou a recuperação e chegou a brincar com informações falsas sobre sua morte. “Bem simbólico … Depois de me matarem no dia 30, ressuscitei no Dia de Finados e tive alta do hospital! Obrigado a Deus, a todos que cuidaram de mim, rezaram por mim e se torceram pela minha recuperação”, escreveu na ocasião. Depois dos boatos sobre sua morte, o cantor chegou a se posicionar e disse que estava “muito vivo” e que este ano “não morreria”.

Ao longo da última internação, o músico chegou a adiar shows que faria em Orlando e em Miami. Segundo a assessoria, apesar de internado, Erasmo estava bem e se mostrava ansioso para retomar seus shows. Em agosto de 2021, Erasmo Carlos também foi internado, desta vez por oito dias por uma infecção de Covid-19. Considerado um dos pioneiros do rock nacional e da Jovem Guarda, Erasmo completou 64 anos de carreira em 2022 e acumulou diversos sucessos neste período e foi um dos grandes parceiros de Roberto Carlos, com quem nutriu uma grande amizade. Ao todo, o cantor tem mais de 600 músicas em seu nome.  Cinco dias antes de sua morte, Erasmo Carlos venceu o prêmio de Melhor Álbum de Rock ou Música Alternativa em Língua Portuguesa do Grammy Latino pelo álbum “O Futuro Pertence À… Jovem Guarda”. Em sua última publicação no Instagram, o cantor comemorou o feito. “É tão importante entender o conceito, quanto ouvir a música… Existem várias formas de amor, e eu preciso de todas. Obrigado a todos que contribuíram para mais essa vitória, esse Grammy é o reconhecimento do nosso trabalho”, disse o compositor.

LEIA TAMBÉM

Deixe um Comentário