Taxa de contágio e transmissão da COVID diminui em Teresina, mas ainda não dá para reabrir o comércio, diz Firmino Filho

Nesta quarta – feira, 17, o prefeito Firmino Filho divulgou a nona etapa da pesquisa de investigação sorológica em Teresina. Em dois meses de pesquisa, o resultado mostra que a COVID – 19 já se espalhou pela cidade. Na primeira etapa da pesquisa, eram 4. 843 casos positivados e agora são 133 mil pessoas infectadas pelo novo coronavírus, totalizando 15 por cento da população da capital.  Porém, a pesquisa mostra também que no último fim de semana a transmissão da COVID – 19 diminuiu em Teresina e o prefeito espera o resultado da próxima etapa da pesquisa para ver a possibilidade de reabertura do comércio.

“Para que nós possamos reabrir precisamos de alguns pré – requisitos. Pela pesquisa, pela primeira vez a taxa de reprodução está abaixo de um, mas temos outras pré – condições. Por exemplo, é necessário que a taxa de hospitalização esteja caindo e a gente vê que está é subindo, é necessário que a quantidade de óbito esteja caindo e a gente vê que está subindo, na semana passada subiu, é necessário 30 por cento dos leitos de UTI’s disponíveis e não vemos que não existe, é necessário mais de 30 por cento dos leitos disponíveis e, além disso, existe a necessidade de nós termos novos tipos de testagem e que possamos fazer em larga escala ao mesmo tempo que possamos ter um rastreamento maior”, disse Firmino Filho.

O prefeito de Teresina afirma que é preciso atender todas as pré-condições para o retorno das atividades comerciais na capital seja de forma segura e gradual.

“Se tudo der certo, se essa pesquisa se confirmar na próxima semana, eventualmente, em duas ou três semanas vamos ter a reversão desse quadro na cidade de Teresina, que é o que nós desejamos. E a partir disso aí, a gente pode falar de uma eventual reabertura”, finaliza Firmino Filho.

Outros dados da pesquisa mostram que a região sul é onde existem mais casos da doença transmitida pelo novo coronavírus, que as mulheres  lideram o número de infectados na capital e que pessoas de 25 a 34 anos de idade são as mais infectadas pela COVID – 19 em Teresina.

 

LEIA TAMBÉM

Deixe um Comentário