Exibir filhos na internet coloca em xeque direitos da criança e expõe seus dados a terceiros

Publicações em redes sociais vêm acompanhadas de questões de segurança e privacidade, alertam especialistas SÃO PAULO – Você talvez nunca tenha ouvido falar em “sharenting”, mas, se teve filho na última década, as chances de tê-lo praticado são imensas. O neologismo funde duas palavras em inglês —compartilhamento e parentalidade— e se refere ao hábito de registrar os passos das crias nas redes sociais. Dá para alegar: “Todo mundo faz!”. Mas você não é todo mundo, ou não deveria ser. Esse costume tão corriqueiro pode produzir efeitos colaterais nefastos, segundo especialistas. Por…

LEIA MAIS