Negros relatam que precisam ir arrumados a consultas para serem bem atendidos

Racismo estrutural prejudica a população negra da atenção básica à saúde mental; profissionais sugerem mudanças na formação SÃO PAULO – Mesmo não se sentindo bem de saúde, você se preocuparia com que roupa vestir antes de ir ao hospital ou a uma consulta médica? Ou teria receio da forma como seria tratada na hora de dar à luz por causa da cor de sua pele? Esta é apenas uma amostra do que passa pela cabeça da população negra brasileira. Ainda criança, a trancista Sara Viana, 22, recebia o conselho da…

LEIA MAIS