Vítimas de acidente que matou 41 são veladas em conjunto

Alguns duraram apenas 15 minutos; familiares e amigos relatam que vítimas temiam a estrada e relatavam acidentes ITAÍ – Às 3h45, em plena madrugada, Margarete Santos, de 39 anos, segurava um arranjo de flores e assistia em silêncio a terra encobrir o caixão do marido Claudinei Carlos Barboza, de 30. Acompanhando a viúva havia apenas uma tia e quatro coveiros, que, mesmo aparentando cansaço, se esforçaram para acabar o trabalho o quanto antes. Entre o corpo chegar ao cemitério e o fim do sepultamento passaram exatamente 15 minutos. Aquela era…

LEIA MAIS