Soja: atraso no plantio no Piauí está dentro do normal para ano de El Niño

A avaliação é do presidente da Aprosoja Piauí, Alzir Neto

O plantio de soja no cerrado do Piauí está atrasado, no entanto para os produtores da região, que já convivem com os impactos do fenômeno climático El Niño, o atraso está dentro da normalidade. Segundo o presidente da Associação dos Produtores de Soja do Piauí (Aprosoja Piauí), Alzir Neto, o plantio pode ser feito no mês de dezembro sem grandes prejuízos na produção.

Segundo Alzir Neto, não há motivos para alarde e preocupação com a safra de soja, pois o fenômeno El Niño deste ano está dentro do esperado pelos produtores. Segundo ele, já caíram algumas chuvas na região, mas não o suficiente para que os produtores iniciassem o plantio que normalmente acontece entre a última semana de outubro e a primeira semana de novembro. “Tivemos chuvas pontuais que ainda não ofereceram condições de plantio”, explicou.

Para a safra 2023/2024 a estimativa de área plantada no Piauí é de 1,072 milhão de hectares crescendo pouco mais de 9% em relação ao tamanho de área plantada na safra passada.

Na safra 2022/2023, o Piauí colheu uma média de 3.690 quilos de soja por hectare. Para 2024  a previsão é de colheita entre 3.300 e 3.600 quilos por hectare. Há um diferencial no do Piauí que é o volume de chuvas que podem cair em dezembro na região proporcionando as condições de plantio, embora segundo Alzir Neto, ainda não haja previsão. Já para o período de janeiro a março a previsão é de um grande volume de chuvas, característico na região.

Fonte: ASCOM APROSOJA/Piauí

LEIA TAMBÉM

Deixe um Comentário