Sem obras e conservação, estradas dos Cerrados ficam intrafegáveis após chuvas

Depois do rompimento do trecho da PI-392, a mais importante via de escoamento de grãos para o Piauí e para o Norte/Nordeste, os problemas com a falta de estradas na região dos Cerrados aumentam a cada dia por causa das fortes chuvas no Sul do estado.

O grande volume de água das chuvas dos últimos dias tem deixado sinais de prejuízos, causado o isolamento de algumas comunidades e preocupado os produtores de grãos. Nessa terça – feira, 25, por exemplo, a chuva danificou mais ainda a PI-397, rodovia da Transcerrados, no trecho da Serra do Quilombo, nos municípios de Bom Jesus, Monte Alegre e Gilbués.

Vinte mil caminhões precisam trafegar no trecho comprometido

Em 2020, a previsão da APROSOJA, Associação dos Produtores de Soja do Piauí, é que a safra seja recorde com a colheita de 2.490.300 toneladas de grãos, mas a situação das estradas preocupa os produtores quanto ao escoamento do produto. A mesma preocupação vivem os produtores de milho, que preveem colher 1.377.00 toneladas, mas não tem a certeza  de que vão conseguir distribuir os produtos ao mercado consumir.

De acordo com a Associação dos Produtores de Soja do Piauí o trecho PI-397, da rodovia da Transcerrados, correspondente a Serra do Quilombo, é imprescindível para a economia da região, pois possue cerca de 200.000 hectares de lavouras, com produção de aproximadamente 800.000 toneladas. Pelo menos 20 mil caminhões precisam trafegar para escoar a safra e transportar os insumos.

Com informações da ASCOM APROSOJA PIAUÍ

LEIA TAMBÉM

Deixe um Comentário