Presidente da APROSOJA Piauí desabafa nas redes sociais: político se preocupa com voto e a geração de riqueza e renda não é prioridade

Que o voto é a mola mestra do político não é segredo para ninguém tanto quanto também é compreensível para a grande maioria da população, mas ver grupos políticos priorizando alguns municípios em detrimento de outros com menor densidade eleitoral é inadmissível. Em especial, quando o município desprestigiado é Baixa Grande do Ribeiro, um dos maiores produtores de grãos dos cerrados piauienses, município com o melhor PIB – Produto Interno Bruto – melhor renda per capita do Piauí e com a perspectiva de grande crescimento econômico pelos próximos dez anos. E, se o voto é o que impulsiona o político no processo eleitoral (e é natural que assim seja), a economia é uma das bases sólidas de sustentação da sociedade, é a movimentação da economia que faz gerar emprego e renda por todo sempre.
O esquecimento de Baixa Grande do Ribeiro pelos políticos neste processo eleitoral chamou a atenção do presidente da Associação dos Produtores de Soja do Piauí, Alzir Neto, que neste domingo, 20, desabafou nas redes.
Acompanhe o texto na íntegra.
Fato curioso
Dizem que contra fatos não há argumentos. Talvez haja verdade nesta afirmação. Embora seja um axioma por demais usado, seria inoportuno fixarmos como verdade absoluta. Fato é que eleições se avizinhando, as convenções viraram pauta inclusive nas redes sociais. O que demonstra a afinidade dos políticos com seus redutos eleitorais, bem como a importância de cada um dos municípios. É uma comparação inevitável: eleitorado versus economia. O pequeno município de Baixa Grande do Ribeiro-PI com toda sua pujança econômica recebeu um deputado estadual apenas, já outros municípios sem a mesma relevância econômica teve honras de receber os mais altos governantes do país. Somos levados de ímpeto a duas constatações: político se preocupa com voto e a geração de riqueza e renda não é prioridade. Baixa Grande do Ribeiro-PI tem o maior PIB per capita do Estado, foi o município que mais cresceu e deverá seguir esta curva de crescimento pelos próximos 10 anos ainda sem que haja investimentos públicos que fomentem nossa infraestrutura e indústria potencial. Sou tomado por sentimento de raiva constante em ver claramente, como 2 e 2 são 4, que nossa cidade poderia ser muito mais. Em números rápidos Baixa Grande do Ribeiro-PI mostra a força do Agronegócio, a transformação do trabalho e da renda, uma nova roupagem de inovação e tecnologia deste Brasil pulsante que tanto admiramos. Ainda assim mendiga aos governantes míseros quilômetros de estrada e uma política que fomente a industrialização de seus produtos. São mais de 1 milhão de toneladas de grãos, uma pecuária cada vez mais arrojada e crescente e um povo lutador. Meus sentimentos por tudo aquilo que não representamos. Minhas dúvidas no próximo pleito municipal inclusive representa uma dúvida se seremos notados nos próximos anos. Pelas convenções, os candidatos mais destacados no máximo receberam um vídeo das principais autoridades. Mostra aí a importância que eles tem e que o município representa aos demais. Inegável é o peso na balança. Lastimável é o descaso e falta de planejamento.
Alzir Aguiar Neto
Um produtor rural baixa-grandense

Wilma Rocha

Jornalista e Radialista.

LEIA TAMBÉM

Deixe um Comentário

dois × 4 =