Presidente da Alepi denuncia discriminação a filho autista em restaurante de Teresina

O presidente da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi), deputado estadual Franzé Silva (PT), usou suas redes sociais, neste domingo (24), para denunciar discriminação sofrida por seu filho pequeno, que tem Transtorno do Espectro Autista (TEA), em um restaurante de Teresina.
“Hoje, vivi durante o almoço num restaurante em Teresina, a discriminação que tantos pais de crianças atípicas vivem no seu dia a dia. Preconceito! Um pai de uma criança típica dizer que meu filho autista não poderia estar no mesmo ambiente que a filha dele”, relata Franzé.
O parlamentar, que não citou o nome do restaurante, observa, em uma das publicações, que, “no século passado, as pessoas com alguma debilidade mental, viviam acorrentadas ou presas em manicômios. Hoje, se busca a inclusão e novas formas de terapias inclusivas”.
“Se o filho do presidente de um Poder ainda é discriminado num ambiente coletivo, imagina o filho de um simples cidadão! Tenho pena dos que têm alma pequena! Nunca imaginam que possam, um dia, ter perto de si alguém que ame que precise de inclusão”, acrescenta Franzé.
“Infelizmente existem pessoas que pararam no tempo ou retrocederam. A inclusão tem que ser uma realidade! O despertar pela inclusão tem que ser papel de cada um de nós que buscamos uma nova sociedade”, conclui. As mensagens foram publicadas no X e no Instagram.

Da redação

LEIA TAMBÉM

Deixe um Comentário