Polícia do Rio confirma três prisões após confusão entre torcedores de Fluminense e Boca Juniors em Copacabana

A Polícia Militardo Rio de Janeiro confirmou a prisão de três pessoas após uma confusão entre torcedores do Fluminense e do Boca Juniors na tarde desta quinta-feira, 2, na praia de Copacabana. Segundo a corporação, dois argentinos e um brasileiro foram detidos. A confusão aconteceu próximo da Fan Zone, instalada pela Conmebol para a final da Libertadores, que ocorre neste sábado, 4. Segundo a polícia, os agentes realizaram um cerco na área, controlaram a situação. Os três detidos foram conduzidos à 12 ª DP. Internautas compartilharam diversos vídeos da pancadaria pelas redes sociais. Nesta quinta-feira, feriados de Finados, a orla foi pintada de azul e amarelo, cores tradicionais do clube xeneize, devido a grande concentração de torcedores argentinos. A tensão entre os torcedores das equipe envolvidas na final da Libertadores preocupa as autoridades cariocas. Alguns torcedores do Boca Juniors relataram, pelas redes sociais, ue foram agredidos por organizados do Tricolor das Laranjeiras na praia de Copacabana. “Eles nos espancaram. Roubaram meu celular. Éramos 30 e eles vieram com espreguiçadeiras para a praia para quebrar nossas cabeças”, relatou Pablo Moulia em uma rede social. Ele publicou uma foto com a cabeça sangrando. De acordo com informações do Diário Olé, da Argentina, um grupo de torcedores do Boca Juniors foi agredido com cadeiras de praia por cerca de 20 pessoas com camisas do Fluminense. A equipe carioca busca um título inédito da competição. Por outro lado, o clube argentino pode se tornar o maior campeão do torneio continental, ao lado do Independiente, também da Argentina, com sete Libertadores. A partida está marcada para as 17h, no Maracanã. A corporação informou que o policiamento no local está reforçado, com policiais do batalhão do 19ºBPM, do Batalhão de Rondas Especiais e Controle de Multidão (RECOM), do Batalhão de Polícia de Choque e com aeronaves fazendo patrulhamento aéreo. “Toda a orla segue sendo monitorada para garantir a segurança dos moradores e turistas”, disse a PM.

Fonte: UOL

Radialista/Jornalista/Web Designer

LEIA TAMBÉM

Deixe um Comentário