Pleno do TJ-PI realiza primeira sessão por videoconferência

A 70.ª Sessão Ordinária de julgamento de caráter administrativo do Pleno do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí (TJ-PI) representou um marco na história da Justiça piauiense: foi a primeira sessão do Pleno do TJ-PI a ser realizada de forma virtual. A sessão — que pôde ser acompanhada ao-vivo pelo canal do TJ-PI no YouTube — reuniu 18 dos 20 desembargadores do Tribunal e pôs em discussão uma pauta com sete itens.

“Estamos vivendo um momento de incerteza, combatendo uma doença altamente contagiosa. Porém, o TJ-PI não tem diminuído de modo algum sua produtividade, e esta sessão por videoconferência é uma maneira de continuarmos progredindo com o nosso trabalho”, declarou o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Sebastião Ribeiro Martins.

O desembargador também aproveitou a oportunidade para destacar a produtividade do TJ-PI como um todo: “Somos destaque em produtividade no site do CNJ. Tanto a produtividade de desembargadores, como de juízes e servidores, que têm trabalhado de maneira remota, são notáveis”, avaliou.

Para a procuradora de Justiça Carmelina Moura, que acompanhou a sessão como representante do Ministério Público (MP-PI), a ocasião de fato é de congratulações: “Nós queremos parabenizar o TJ-PI por cuidar que o jurisdicionado seja servido dessa maneira célere, objetiva, por dar continuidade aos trabalhos por meio dessa sessão realizada de maneira inédita no âmbito piauiense”, declarou.

A videoconferência foi feita por meio da plataforma Cisco WebEx, opção preferencial segundo as diretrizes do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), tendo como base a Portaria n.º 913/20 da Presidência do TJ-PI, que rege os procedimentos de sessões virtuais e audiências por videoconferência no Piauí.

Fonte ASCOM TJ

LEIA TAMBÉM

Deixe um Comentário