Helicóptero doado pela PRF para secretaria de Segurança chega ao Piauí

O novo helicóptero modelo Colibri EC120, doado pelo Ministério da Justiça e pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) chegou em Teresina nesta segunda-feira (20). A aeronave será empregada como reforço no patrulhamento aéreo e em operações especiais. A mais nova aquisição ficará disponível no Comando de Policiamento Aéreo (COPAER) e marca a expansão da modalidade policial para o interior do estado.

Segundo o Comandante-Geral da PMPI, coronel Scheiwann Lopes, o helicóptero será direcionado para uma nova base do policiamento aéreo, que deve ser implantada até o início do próximo ano na cidade de Parnaíba, no litoral do Piauí.

“Tivemos a recente reformulação que criou o grande comando aéreo da PM, com um batalhão de operações aéreas sediado em Teresina e em mais três companhias independentes em regiões do estado. Nessa primeira etapa, já temos uma aeronave esquilo aqui na capital, e a partir de teremos o colibri que será encaminhado para Parnaíba, no norte do estado. Estamos iniciando também a capacitação através do curso de tripulação aérea, através do BOPAer que irá formar a tropa especializada para operações aéreas”, esclarece.

De acordo com o gerente de Operações Aéreas da Secretaria de Segurança Pública, coronel Clayton Frota Gomes, a chegada do helicóptero é um ganho muito importante para a corporação, pois as ações preventivas e repressivas serão intensificadas na região em que ele for empregado, como apoio a cumprimentos de mandados de prisão, fiscalização ambiental na região litorânea, patrulhamento pelo Delta, além de atuar no combate do tráfico de drogas.

“É um ganho muito importante, pois vai ser a expansão do grupamento aéreo para o interior, onde ser vai ser feita uma nova base e cobrir muitas cidades. Implantaremos uma base e vai ter um ganho muito maior nas ações preventivas e repressivas ao crime. Com essa base não ganha só a cidade, mas os municípios circunvizinhos”, ressalta.

A tropa que deve atuar no patrulhamento aéreo durante seu processo de expansão ao interior, está sendo aprimorada através do V Estágio de Operações Aéreas, que iniciou no último dia 16. A capacitação terá duração de 20 dias, com disciplinas de noções de navegação aérea e tiro embarcado, além de outras formas de atuação do policiamento aéreo.

Da redação

LEIA TAMBÉM

Deixe um Comentário