Exame de anticorpos pós-vacina: fazer ou não?

O descontrole da pandemia de coronavírus no Brasil somado às fake news que provocaram desconfiança em relação às vacinas estão levando a população a procurar testes sorológicos para checar se a vacina contra a Covid-19 surgiu efeito.

O médico infectologista da Fundação Municipal de Saúde (FMS), membro do COE (Comitê de Operações em Emergências), Walfrido Salmito, explica que os testes sorológicos para confirmar se a vacina foi efetiva ou não, neste momento, não são necessários.

“Não temos nenhuma recomendação de nenhuma entidade médica com orientação para realização destes testes. Portanto a realização destes testes sorológicos não confirma se você está imunizado ou não. Então, não faz sentido fazer qualquer teste para confirmar se você está imunizado com qualquer uma das vacinas contra Covid disponíveis no Brasil”, afirma Walfrido Salmito.

O médico reforça a importância das pessoas tomarem a vacina que estiver disponível para ficarem imunizadas contra a Covid-19 e que todos continuem com os cuidados preventivos de não propagação do vírus. “Uso de máscara, lavagem constante das mãos, evitar aglomerações e locais fechados”, diz.

Exame de anticorpos pós-vacina: fazer ou não?

O descontrole da pandemia de coronavírus no Brasil somado às fake news que provocaram desconfiança em relação às vacinas estão levando a população a procurar testes sorológicos para checar se a vacina contra a Covid-19 surgiu efeito.

O médico infectologista da Fundação Municipal de Saúde (FMS), membro do COE (Comitê de Operações em Emergências), Walfrido Salmito, explica que os testes sorológicos para confirmar se a vacina foi efetiva ou não, neste momento, não são necessários.

“Não temos nenhuma recomendação de nenhuma entidade médica com orientação para realização destes testes. Portanto a realização destes testes sorológicos não confirma se você está imunizado ou não. Então, não faz sentido fazer qualquer teste para confirmar se você está imunizado com qualquer uma das vacinas contra Covid disponíveis no Brasil”, afirma Walfrido Salmito.

O médico reforça a importância das pessoas tomarem a vacina que estiver disponível para ficarem imunizadas contra a Covid-19 e que todos continuem com os cuidados preventivos de não propagação do vírus. “Uso de máscara, lavagem constante das mãos, evitar aglomerações e locais fechados”, diz.

Da Redação

Jornalista e Radialista.

LEIA TAMBÉM

Deixe um Comentário