Em Brasília, Rafael destaca a importância da atuação dos Poderes para manutenção da democracia

Governador participou do ato em favor da democracia que contou com a presença do presidente Lula e do Ministro do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, Wellington Dias

O governador Rafael Fonteles participou, nesta segunda-feira (8), do ato em defesa da democracia, que aconteceu no Congresso Nacional, em Brasília. Batizado como “Democracia Inabalada”, o momento simbólico aconteceu em alusão aos atos de vandalismo cometidos no dia 8 de janeiro de 2023, nas sedes dos Três Poderes.

O ato contou com a participação do presidente Lula, além de governadores, parlamentares e demais autoridades do Legislativo e Judiciário. Durante o evento, que foi um momento de reflexão sobre o valor da democracia e do Estado Democrático de Direito, também houve a abertura de uma exposição sobre os ataques do dia 8 de janeiro.

WhatsApp Image 2024-01-08 at 20.46.05.jpeg

Para o governador Rafael Fonteles, o ato em defesa da democracia reflete um anseio popular pelo respeito à Constituição Federal. “Este é um momento positivo porque é de reafirmação plena de todos os poderes constituídos, todos os entes da federação, a sociedade civil organizada em favor da democracia, uma defesa firme”, considera.

O chefe do Executivo Estadual também destacou a fala do presidente Lula, que afirmou que a democracia é um instrumento importante para a justiça social. “A democracia tem que dar respostas para a diminuição das desigualdades e garantia de oportunidades para todos e todas. Então, é muito feliz a colocação do presidente Lula de colocar a democracia como um grande instrumento para a gente conquistar os direitos sociais para o nosso povo”, acrescenta.

WhatsApp Image 2024-01-08 at 20.46.06.jpeg

O ato “Democracia Inabalável” contou com falas do presidente Lula, além de Rodrigo Pacheco, presidente do Congresso; Luís Barroso, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF); Alexandre de Moraes, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE); e Paulo Gonet, procurador-geral da República. A governadora Fátima Bezerra, do Rio Grande do Norte, falou em nome dos governadores do Brasil.

Fonte: pi.gov.br

LEIA TAMBÉM

Deixe um Comentário