Deputado Franzé diz que decisão do STF sobre Lula muda quadro político nacional e estadual

Ao analisar a decisão do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), que declarou a anulação de todas as decisões tomadas pela 13ª Vara Federal de Curitiba-PR nas ações penais contra o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, o deputado estadual Franzé Silva (PT-PI) assinala que o quadro político nacional e estadual sofre mudanças relevantes.

“Politicamente, muda o quadro. O presidente Lula, estando liberado para fazer campanha, poderá fazer para si ou para outro. Eu não acredito que teremos lançamento prematuro da candidatura de Lula. No entanto, o presidente pode, agora, fazer política, porque está livre de qualquer amarra judicial. Lula, livre, é um grande líder em todos os estados e municípios”, pontua.

Na visão do parlamentar, “a decisão acerca do presidente Lula é uma decisão imparcial, você não via nenhuma ação do PT ou da esquerda buscando a decisão de Fachin. Agora, o debate político será feito de forma mais justa, no Brasil e no Piauí. O que nós vemos é um processo de reorganização do papel do STF. Não é correto que o STF seja ora emparedado pela esquerda, ora pela direita”.

“Em uma normalidade democrática”, prossegue Franzé, “o STF é a nossa maior referência jurídica e não pode sofrer pressões de forma açodada. Na hora em que houve a decisão do STF de prender um deputado federal que estava achincalhando os ministros, nós começamos a perceber que a Corte estava se posicionando com seu devido papel dentro de uma democracia”.

“Nós estamos, agora, vendo todo o Poder Judiciário tomando um reposicionamento do seu papel na democracia. Não podemos, de forma nenhuma, aceitar que, vindo da esquerda ou da extrema-direita, nós tenhamos nosso Judiciário sendo pressionado. Então, recebo com muita tranquilidade a decisão do ministro Fachin. É uma vitória da democracia e da justiça”, finaliza.

Da Redação

LEIA TAMBÉM

Deixe um Comentário