Câmara realiza sessão solene pelo dia Mundial da Conscientização de Combate à Violência Contra a Pessoa Idosa

A Câmara Municipal de Teresina realizou nesta terça-feira (25), uma Sessão Solene em homenagem ao dia Mundial de conscientização da violência contra a pessoa idosa, comemorado em 15 de junho. A sessão proposta pelo vereador Enzo Samuel (Pc do B), tem o intuito de potencializar as políticas de inclusão e defesa dos direitos dos idosos.

“Precisamos potencializar cada vez mais as políticas de inclusão e defesa dos direitos dos idosos e banir todas as formas de violência, seja ela patrimonial, moral, psicológica ou financeira. Debates como esse é importante para criar uma consciência social e política que atendam de forma adequada essa parcela tão importante da população”, disse o vereador.

O Diretor de Proteção Especial da SASC-PI, Severo Ulisses, também falou da importância desse tipo de debate para sociedade, já que na maioria das vezes, a violência nasce dentro do âmbito familiar.

“Parabenizo o Vereador Enzo por propor essa sessão, pois é muito importante que levemos essa mensagem para a sociedade. Até porque, essa violência, na grande maioria das vezes, nasce dentro do âmbito familiar. Então, quanto mais houver debates e esse tipo de atitudes, mais efetivo será o combate à violência contra os idosos”, argumentou Ulisses.

A Delegada Daniela Barros, da delegacia de Segurança e proteção ao idoso- DSPI, ressalta que discutir esse tipo de matéria fortalece as redes de apoio e o que deve ser feito para melhorar.

“Cada momento que a gente se encontra para debater esse assunto é importante para criar uma consciência social de respeito à pessoa idosa e discutir a rede de apoio e o que temos que fazer para melhorar a vida dos idosos, e isso é importante para avançar e previnir as diversas formas de violência”, disse a delegada.

O Presidente da União Comunitária dos Líderes Comunitários Norte/Sul do Piauí, Elias Barbosa, agradeceu pela realização da Sessão Solene.

“Estou muito feliz e grato pois fomos lembrados por esta Casa, pois na maioria das vezes nós somos esquecidos pela sociedade, e hoje pudemos discutir nossas dificuldades com os órgãos e entidades e isso foi uma grande avanço”, finalizou Elias.

Fonte: ASCOM

LEIA TAMBÉM

Deixe um Comentário