Câmara Municipal de Teresina volta a realizar sessões virtuais e aprova requerimento para apresentação de dados da SEMEC sobre a plataforma usada pelos alunos nas aulas virtuais

Nesta quarta – feira, 13,  a Câmara Municipal de Teresina voltou a realizar as sessões no plenário virtual, com a rejeição do requerimento do vereador do PT, Dudu Borges, que pedia a suspensão do decreto da prefeitura que diminuiu a frota de ônibus na cidade. Na opinião do vereador, a diminuição da frota gera lotação nos transportes e contribui para o aumento de casos da COVID – 19, na cidade. Já outro dois requerimentos também do vereador Dudu Borges foram aprovados por unanimidade, um que solicita da Secretaria Municipal de Educação o fornecimento de dados sobre a plataforma usada pelos alunos nas aulas virtuais.

O terceiro requerimento do vereador do PT aprovado por unanimidade pela Câmara solicita a prestação de contas da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas com relação ao uso dos recursos das emendas parlamentares. Dudu Borges reclama que destinou 150 mil reais de emendas para gratificação da Guarda Municipal e para os servidores do município que estão na linha de frente do enfrentamento à COVID – 19 na capital e também 50 mil reais para comprar de EPIS. O vereador disse que ainda não viu o resultado do dinheiro e quer explicação da SEMCASPI.

LEIA TAMBÉM

Deixe um Comentário