Assistência ambulatorial materno-infantil será ofertada totalmente na Nova Maternidade a partir de segunda (18)

Com uma capacidade média de 6 mil atendimentos por mês, o ambulatório da Evangelina Rosa atende gestantes e crianças de 0 a 2 anos de alto risco.

A partir de segunda-feira (18 ), a assistência ambulatorial integral às mães e bebês de alto risco será totalmente oferecida na Nova Maternidade Dona Evangelina Rosa, que iniciou as operações em agosto. Após três décadas dedicadas ao serviço de saúde, o Instituto de Perinatologia Social (IPS), da Maternidade Dona Evangelina Rosa, fecha oficialmente suas portas, nesta sexta-feira (15).

Com uma capacidade média de 6 mil atendimentos por mês, o ambulatório da Nova Maternidade atende gestantes e crianças de 0 a 2 anos, de alto risco, estratificadas na rede de Atenção Primária de Saúde. A maternidade é administrada pela Associação Reabilitar, em parceria com o Governo do Piauí, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi).

Os atendimentos são realizados de maneira interdisciplinar por uma equipe multiprofissional, formada por profissionais da medicina, enfermagem, serviço social, psicologia, fonoaudiologia, fisioterapia, técnico em enfermagem e terapia ocupacional.

Exames como ultrassonografias, cardiotocografia e eletrocardiograma são oferecidos na unidade de saúde, além de consultas com as seguintes especialidades: cardiologia, endocrinologia, psiquiatria, hematologia, neurologia, neuropediatria, neurocirurgia, pneumopediatria, cardiopediatria e gastropediatria.

“Essa mudança representa uma modernização e um novo modelo de assistência à saúde materno-infantil para o Piauí, mais adequado e com aumento significativo da capacidade de atendimento. Agora, estamos preparados para atender o triplo de pacientes por mês, graças à Nova Maternidade, que conta com uma infraestrutura moderna, equipamentos de última geração e está em total conformidade com as regulamentações do Ministério da Saúde e de todas as entidades de fiscalização”, ressalta a coordenadora do Ambulatório da Evangelina Rosa, Francisca Lopes.

Por meio do atendimento multiprofissional e interdisciplinar, focado no cuidado ao paciente, as consultas são oferecidas no mesmo dia e turno em que a gestante e/ou criança comparecem ao serviço.

Jesuslene Carvalho de Oliveira, de 40 anos, está com 36 semanas de gestação. Ela deu início ao acompanhamento pré-natal no Instituto de Perinatologia Social (IPS). Agora, Jesuslene recebe atendimento na nova unidade e ressalta a experiência.

“Moro na localidade Morro do Papagaio, próximo à estrada de José de Freitas. Com esse novo formato de atendimento, não preciso vir várias vezes, o que facilitou demais para mim em relação às viagens. Em um só dia, consigo falar com todos os profissionais. Isso é muito bom para mim e para todas as outras gestantes que não moram em Teresina”, disse a paciente.

Serviço ambulatorial funciona em horário ampliado

O serviço ambulatorial da Nova Maternidade Dona Evangelina Rosa funciona de segunda a sexta-feira, em três turnos: das 7h às 11h, das 11h às 15h e das 15h às 19h. Após os atendimentos, os profissionais que fazem parte do circuito se reúnem e constroem um plano de cuidados que é encaminhado para a Unidade Básica de Saúde da paciente atendida.

“Nosso objetivo é oferecer um serviço de qualidade capaz de reduzir o risco das gestantes e crianças, resultando na diminuição de internações por complicações na gravidez, parto e nascimento, além de reduzir os indicadores de mortalidade materna e infantil no estado”, ressalta o superintendente de Média e Alta Complexidade da Sesapi, Dirceu Campêlo.

As pacientes atendidas são agendados por meio da regulação dos municípios de origem. Após os atendimentos e encaminhamentos médicos, a equipe da recepção agiliza marcações e agendamentos futuros. Todos os atendimentos são informatizados e utilizam prontuário eletrônico da paciente, inclusive os resultados dos exames de imagem e laboratoriais realizados, que são disponibilizados online para as pacientes.

Fonte: pi.gov.br

LEIA TAMBÉM

Deixe um Comentário