Após 56 dias, país volta a ter menos de mil óbitos por covid

Nas últimas 24 horas foram registrados 983 novas mortes, segundo boletim divulgado pelo Ministério da Saúde

Nesta segunda-feira (3), o Brasil registrou 983 novos óbitos em decorrência da covid-19, elevando o número total de vítimas fatais da doença  para 408.622, informou o Ministério da Saúde. É a primeira vez em quase dois meses que a contagem diária de mortes fica abaixo de 1 mil, a última vez que isso aconteceu foi em 8 de março, também uma segunda-feira, dia da semana em que as cifras costumam ficar abaixo das normalmente registradas, uma vez que há represamento de testes aos finais de semana.

Também foram notificados 24.619 novos casos de coronavírus, com o total de infecções confirmadas no país avançando para 14.779.529, de acordo com a pasta. O Brasil tem verificado uma estabilização de seus índices da pandemia, embora com patamares elevados. O país é o segundo com maior número de óbitos pela doença, atrás somente dos Estados Unidos, e o terceiro em termos de casos, abaixo de EUA e Índia.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse em evento nesta segunda-feira que o alto número de mortes por covid-19 no Brasil é reflexo do que ele vê como falhas na assistência à saúde, acrescentando que o país precisa melhorar os recursos humanos na área. Queiroga, quarto nome a comandar a pasta desde o início da pandemia, disse ainda que deseja aumentar a testagem e disciplinar o uso do transporte público durante a crise sanitária, temendo uma situação “insustentável” caso o país não derrote o vírus.

Estado brasileiro mais afetado pela covid-19, São Paulo atingiu nesta segunda as marcas de 2.926.516 casos e 97.172 mortes. Minas Gerais é o segundo Estado com maior número de infecções pelo coronavírus registradas, com 1.371.818 casos, mas o Rio de Janeiro é o segundo com mais óbitos contabilizados, com 44.897 mortes.

O governo federal ainda reporta 13.336.476 pessoas recuperadas da covid-19 e 1.034.431 pacientes em acompanhamento.

Fonte: terra.com.br

Wilma Rocha

Jornalista e Radialista.

LEIA TAMBÉM

Deixe um Comentário